México, tempo de trégua

Estive no México em duas ocasiões neste ano. A primeira, em julho, para cobrir as eleições nas quais o priísta Enrique Peña Nieto saiu vitorioso. A segunda, agora, para acompanhar a Feira Internacional do Livro de Guadalajara, maior evento das letras latino-americanas, que ocorre na capital do estado de Jalisco.

Durante a minha primeira passagem, fiquei bastante impressionada com o movimento “YoSoy132”, que reuniu jovens universitários que se posicionaram contra a candidatura de Peña Nieto. De um colorido e um vigor ímpares, os integrantes do grupo tomaram as ruas das principais cidades do país, em especial as da Cidade do México, conhecida como D.F.

Suas bandeiras eram muito claras: denunciar os superpoderes e a corrupção do grupo Televisa, pedir justiça pelo massacre de Atlacomulco, pelo qual Peña Nieto é responsabilizado, o fim da guerra contra o narcotráfico e maior transparência do governo. A principal, porém, era opor-se à candidatura de Peña Nieto.

Boneco de Peña Nieto momentos antes de ser destruído por estudantes na Cidade do México

Seu movimento ganhou volume e influência, sendo responsável por incluir esses temas nas agendas dos candidatos, que passaram a abordá-los em discursos, e forçando um terceiro debate, mais informal, que permitiu conhecer melhor os postulantes. O único que não se comoveu com eles foi Enrique Peña Nieto. E o clima de enfrentamento entre jovens x governo, se acirrou desde então.

 Lembro-me de uma tarde de julho, às vésperas da votação, em que os estudantes programaram um ato para a Praça da Revolução. Entre outras coisas, promoveram a queima e a destruição de um boneco gigante de Peña Nieto.

Seguramente, essa eleição não teria sido a mesma se não fosse por eles e pela insistência de que se fossem discutidos esses temas candentes. Também é verdade que suas marchas coloridas e criativas deram vida e projeção à eleição diante da mídia internacional. Porém, a violência de seus atos e símbolos deveria ser mais contida e melhor endereçada. Nada justifica queimar ou destruir a imagem de uma pessoa. Daí a partir para um ato violento de verdade, não parece haver muita distância.

Um pouco mais disso, infelizmente, vi agora, nessa minha segunda passagem. No dia da posse de Peña Nieto houve enfrentamento de jovens e polícia. Por mais que o “YoSoy132” tenha tentado desvincular-se do ocorrido, foi confirmado que os jovens estavam ligados ao grupo. Houve quatro feridos, um deles ainda está em estado grave.

 A rejeição à Peña Nieto tem razão de ser. Político autoritário, um neo-caudilho com relações duvidosas com a Televisa e um passado que não fala bem de sua capacidade de administrar crises durante sua atuação como governador. Além disso, representa um partido responsável por muito atraso no México, além de ser um dos campeões de corrupção e de manipulação de resultados das urnas.

Isso, porém, não justifica os episódios de violência, e seria hora de os movimentos progressistas pensarem em dar-lhe uma trégua, ou pelo menos que o deixassem começar a apresentar suas propostas de governo. Afinal, os desafios que o esperam são grandes: manter o país na linha do crescimento, combater o crime organizado, incluir os mais de 50 milhões de pobres e outros.

Fazer isso sem o apoio do Congresso –o PRI não tem maioria– e com uma multidão nas ruas reclamando, não será fácil. Por mais objeções que se façam a seu nome, é fato que Peña Nieto ganhou nas urnas, numa eleição em que, mesmo que haja havido problemas na contagem dos votos, foi ganha com ampla e indiscutida margem.

Para continuar orgulhando-se da estabilidade institucional que alcançou nos últimos anos, o México precisa deixar Peña Nieto, pelo menos, começar a governar. Ao “YoSoy132”, seria uma bela lição de maturidade começar a colocar suas propostas no papel, formalizá-las e, quem sabe, estruturar-se como partido ou como uma organização melhor desenhada. O quadro político mexicano só teria a ganhar com esse novo, jovem e vigoroso membro da oposição entrando no jogo de forças.

Comentários

  1. I highly accept the cornerstone of the predicament with all the RIAA. $1M regarding several songs is definitely ridiculous. How could they also have become at a distance using this type of looting regarding that long? I actually trust along with wish that you just each is productive in such a case and the the courtroom procedures are usually live so your RIAA is usually open to the Shylocks that they can and the lawyers/advisers are.

  2. Many thanks for creating the effort to discuss this, I feel strongly about this and love learning a great deal more on this topic. If feasible, as you gain knowledge, would you mind updating your website with a great deal more information? It’s really useful for me.

  3. Superb read, I just passed this onto a friend who was doing a little investigation on that. And he actually bought me lunch because I found it for him smile So let me rephrase that: Thanks for lunch!

  4. I’ve learned a few important things through your post. I’d personally also like to state that there might be situation that you will obtain a loan and never need a cosigner such as a Government Student Aid Loan. However, if you are getting that loan through a regular loan company then you need to be ready to have a cosigner ready to assist you. The lenders will certainly base their decision over a few components but the most important will be your credit standing. There are some loan companies that will in addition look at your work history and decide based on this but in many cases it will hinge on your score.

  5. Today, with the fast way of life that everyone is having, credit cards get this amazing demand throughout the economy. Persons from every area of life are using credit card and people who are not using the credit cards have made up their minds to apply for even one. Thanks for expressing your ideas on credit cards.

  6. Good day! This is kind of off topic but I need some advice from an established blog. Is it difficult to set up your own blog? I’m not very techincal but I can figure things out pretty quick. I’m thinking about setting up my own but I’m not sure where to begin. Do you have any ideas or suggestions? Appreciate it

  7. Usually I do not learn article on blogs, but I wish to say that this write-up very forced me to take a look at and do it! Your writing style has been surprised me. Thank you, quite nice article.

  8. Pingback: iyi mi böyle

Comments are closed.