Publicar ou não os inéditos de Bolaño?

Essa pergunta foi a principal polêmica que rondou a última edição da Feira do Livro de Guadalajara, que terminou na semana passada no México e que, entre seus destaques, teve o lançamento de mais uma obra póstuma do cultuado escritor chileno Roberto Bolaño (1953-2003). A vida nômade (morou no Chile, no México e na Espanha), […]

Leia Mais

“A ideia de que as pessoas devem ser entretidas, e não informadas, é o mal de nosso tempo”, diz Julia Navarro

Julia Navarro, 63, escreve livros imensos e que vendem muito, algo que por si só já a faz uma exceção num mundo cada vez mais dominado pelas leituras ligeiras em pequenas telas. Verdadeiros “page-turners”, seus romances se localizam em diferentes momentos da história, mas não são exatamente romances históricos. A autora prefere defini-los como “uma […]

Leia Mais

“Fidel Castro não será absolvido pela história”, diz Vargas Llosa

Havia muita expectativa no ar, poucas horas antes da abertura oficial da Feira Internacional do Livro de Guadalajara, de que o Nobel peruano Mario Vargas Llosa, 80, comentasse a morte de Fidel Castro. Mas o autor se esquivou do assunto. Disse, sim, a meios locais e ao jornal “El País”, esperar que uma etapa democrática […]

Leia Mais

“Se Gabo dizia que Cem Anos era um vallenato, por que Dylan não pode ganhar o Nobel?”

Em conversa nesta quarta (26) com artistas de hip hop e dança de Cartagena, o escritor colombiano Juan Gabriel Vázquez disse que tinha “mixed feelings” (sentimentos mesclados, contraditórios) sobre a escolha do Nobel de Literatura deste ano para o cantor e compositor Bob Dylan. “É óbvio que a arte de Dylan é maravilhosa, que suas […]

Leia Mais

Caparrós revive fundador das letras argentinas

A importância de Esteban Echeverría (1805-1851) na construção do pensamento latino-americano é tão grande que é possível dizer que, sem ele, nem a literatura, nem a história, nem o ensaísmo argentinos seriam os mesmos. Isso porque por meio de suas obras “La Cautiva” (1837) e “El Matadero” (1838), esse poeta e ativista político, nascido em […]

Leia Mais

Coetzee conta ao blog como é uma prisão argentina

Já há alguns anos, o Nobel J.M. Coetzee, 76, escolheu Buenos Aires como uma espécie de laboratório literário e espaço para discutir as relações culturais Sul-Sul. No ano passado, assisti a uma de suas conferências no Malba (Museo de Arte Latinoamericano) em que, saindo um pouco de seu estilo formal e contido, fez duras críticas […]

Leia Mais

Di Benedetto, o reconhecimento 30 anos depois

Ser um escritor argentino na mesma época em que estavam em cena Jorge Luis Borges (1899-1986) e Julio Cortázar (1914-1984) não era tarefa fácil se a ambição fosse ficar famoso pelo mundo. Ainda mais se esse escritor vivesse afastado do círculo boêmio e de troca fervilhante de ideias que era Buenos Aires, onde também se […]

Leia Mais

Gombrowicz ainda move legião de fãs na Argentina

Muita coisa na história de Witold Gombrowicz (1904-1969) soa como mito e baseia-se numa história oral um pouco difícil de comprovar, mas ainda assim sua consistente obra, produzida entre a Argentina e a Polônia, tem hoje o respeito internacional que o mesmo não recebeu em vida _está traduzida para mais de 20 idiomas. Se em […]

Leia Mais

Mostra em Buenos Aires reúne manuscritos raros de Borges

Nem bem desembarcou em Buenos Aires para assumir a Biblioteca Nacional argentina, como já contei nesta matéria da Ilustrada, o escritor Alberto Manguel, 68, já inaugurou uma mostra em homenagem a seu antecessor e mestre, Jorge Luis Borges (1899-1986). “Borges – El Mismo, Otro” é uma exposição modesta em dimensões, mas riquíssima em valor documental. Trata-se […]

Leia Mais