Videla, morte sem direitos

No dia em que morreu o ditador Jorge Rafael Videla, há duas semanas, os jornais e a opinião pública não se ativeram a perguntar como teria tido seu final o responsável por uma das mais cruéis ditaduras latino-americanos. O monstro estava morto, hora de lembrar e remarcar todos os seus crimes. Nos dias que se seguiram, publicaram-se perfis, colunas, artigos que ajudaram a compor a trajetória do homem que esteve por trás do aparato militar da ditadura (1976-1983), responsável pela morte de mais de 30 mil pessoas, e que nunca se arrependeu _pelo contrário, até seu final, justificou a necessidade de que essas pessoas fossem eliminadas.

Porém, nem o pior dos monstros merece ser abandonado à morte sem cuidados médicos, ainda mais numa democracia. Trata-se, porém, do que aconteceu, pelo menos de acordo com as revelações trazidas hoje pelo jornal “Perfil”, por meio da coluna do jornalista Nelson Castro. Também médico, ele analisou depoimento de colegas de cárcere e os boletins oficiais sobre a morte do militar.

Consta que Videla havia caído no banheiro, enquanto tomava uma ducha, cinco dias antes. Em consequência da queda, pode ter quebrado alguns ossos, pois os testemunhos apontam que o ex-ditador começou a reclamar muito de dores pelo corpo, sem nunca ser atendido. O militar também sofria câncer de próstata, para o qual também não recebia tratamentos. No dia 13, três dias após a queda, estava previsto que se apresentasse a depor num tribunal que o tem como réu por crimes contra a humanidade. Apesar de seu estado de saúde, não houve avaliação médica para saber se ele poderia mesmo ser transportado ao tribunal. Queixando-se muito, mas sem ser ouvido, Videla foi levado ao local. Poucos dias depois, foi encontrado morto em seu quarto.

Castro aponta que a prisão onde se encontrava poderia enfrentar um processo por abandono, tanto com relação ao acidente, como ao fato de não haver recebido atenção, e de ter morrido sozinho. sem a presença de um médico ou enfermeiro a seu lado. O jornalista chama a atenção para o fato de seu direito humano ter sido violado. “Nas ditaduras, a vida não vale nada; nas democracias, ao contrário, ela é sagrada.”

Enquanto isso, o corpo de Videla teve de ser enterrado em local desconhecido por seus familiares, pois a população da cidade de Mercedes, de onde ele vinha, realizou intensas manifestações para que não fosse enterrado ali.

O caminho para a conciliação de um país certamente passa pela Justiça e pelo cumprimento de penas, em especial para um homem que transgrediu a lei, o respeito a vida, a moral, e causou tanta morte e derramamento de sangue. Passa, porém, também, pelo respeito à vida humana e pela não disseminação da vingança. A se confirmarem as acusações de Nelson Castro, a Argentina, que tanto avançou nos direitos humanos, terá cometido um crime justamente nessa área, ao abandonar à morte um ser humano, ainda que fosse um dos piores tipos de seres humanos que o país produziu.

* foto do jornalista Ceferino Reato, tirada poucos meses antes da morte de Videla, na cadeia

Comentários

  1. Photo digital portrait photography is everywhere as of late, along with the major camera manufacturers have flooded sales along with a wide array of dSLRs that ??????? 574 add the cheapo entry model, with the Canon 1Ds Mark III, the reference standard for digicams; is actually a price tag of 6500 plus Videla, morte sem direitos | Sylvia Colombo – Folha de S.Paulo – Blogs it need to be!

  2. It’s not like physical attractiveness with irrelevant in such a commercial. They promise the fact that the shoes will Videla, morte sem direitos | Sylvia Colombo – Folha de S.Paulo – Blogs allow you to be look better, so one of these show somebody who looks damn good while wearing comfy. I was able to understand the outrage if he or she ???????4 were selling furniture with a women in secretary outfit were and began conducting a striptease, as that’s got absolutely nothing to do with contemporary office furniture. If they’re saying that you’ll have a more rewarding body by wearing the sneakers, it seems perfectly fine.

  3. For those who break or scratch your nosepiece, lens or your frame it is possible to make it better, as RayBan gives a warranty resistant to the damages implemented to the sunglasses. If your primary warranty period is finished RayBan ?? ??????? charges a nominal fee for repairing items. Every single an important part of your ray ban sunglasses is made up of very durable materials, which are usually Videla, morte sem direitos | Sylvia Colombo – Folha de S.Paulo – Blogs also extremely easily accessible.

  4. Pingback: iyi mi böyle
  5. Pingback: iyi mi böyle
  6. VI3?????!!!!!! holy cow man… what should i actually do that may help you upgrade? HA Acquiring looking into this to check if Stones actually are being sly I have discovered you happen to be contrasting a couple various things. The web site holds the actual T&C’s and down below these individuals often the licence deal. If you evaluate typically the licence deal on the webpage to the one we get when you put in the application it does not take identical in addition to the numbering on the areas are generally correct on the webpage. Often the T&C’s complete post the point that it is a P2P centered. Sorry to say this.

  7. Its like you read my mind! You appear to know a lot about this, like you wrote the book in it or something. I think that you can do with a few pics to drive the message home a little bit, but other than that, this is excellent blog. An excellent read. I will definitely be back.

Comments are closed.