Arquivo - Categoria: Sem categoria

Um triste fim para a carreira de um mito do rock argentino

Quem soube hoje da exist√™ncia do roqueiro argentino Indio Solari, 68, por conta do acidente em seu concerto no √ļltimo s√°bado (11), em Olavarr√≠a, deve ter se achado mal-informado. Em geral, o brasileiro m√©dio sabe pouco da cena pop do pa√≠s-vizinho, e a maioria conhece apenas os artistas mais midi√°ticos e que se projetaram internacionalmente,(…)

Café que abrigou intelectuais e resistiu ao Bogotazo luta para não fechar

Poucos edif√≠cios do ent√£o centro financeiro de Bogot√° seguiram de p√© ou n√£o foram incendiados ou gravemente abalados naquela tarde fria de 9 de abril de 1948. Tudo havia come√ßado na hora do almo√ßo, quando um dos l√≠deres mais populares da hist√≥ria da Col√īmbia,¬†o carism√°tico Jorge Eli√©cer Gait√°n (1903-1948) foi morto a tiros em plena(…)

Triste fim da trajetória política do homem que derrotou Fujimori

Aos 70, abandonado por seus antigos aliados pol√≠ticos _entre eles o atual presidente, Pedro Pablo Kuczynski_, atacado pela imprensa e √ļnico dos tr√™s ex-presidentes peruanos suspeitos de terem recebido propinas da Odebrecht a de fato ter um mandato de pris√£o emitido contra si, Alejandro Toledo chega ao fim de sua trajet√≥ria pol√≠tica de uma forma(…)

Obra exp√Ķe impacto da viol√™ncia pol√≠tica no Equador e na Argentina

Nesses dias no Equador, tive o prazer de conhecer um escritor cujo quinto e mais recente romance me agradou muito: Oscar Vela, 48, autor de “Todo Ese Ayer” (Alfaguara, importado). Entre suas v√°rias qualidades, a obra se destaca por estabelecer pontes entre epis√≥dios recentes da hist√≥ria latino-americana. Parece algo banal, mas poucos escritores hoje em(…)

Morre Sof√≠a √ćmber, dama das artes e inimiga dos totalitarismos

Morreu na madrugada desta segunda-feira (20) um dos grandes nomes das artes da Am√©rica Latina. Nascida em¬†1924 em Soroca, na Moldavia, Sof√≠a √ćmber chegou √† Venezuela em 1930, com os pais, e logo adotou esse pa√≠s como sua p√°tria. Estudou em escola p√ļblica, pensou em ser m√©dica, mas logo rumou para o jornalismo.¬† Escreveu para(…)

A “d√©cada Rafael Correa”

Hoje publiquei em Mundo um perfil do presidente equatoriano, Rafael Correa, que deixa o cargo em maio. Por quest√Ķes de espa√ßo, n√£o p√īde sair completo. Aqui, segue o texto na √≠ntegra: Mesmo que o candidato do governo ven√ßa a elei√ß√£o no Equador, cujo primeiro turno ocorre no domingo (19), uma coisa √© certa. Em maio,(…)

Guayaquil, esquina entre a história e a literatura

A cidade mais populosa e segunda mais importante do Equador √© hoje uma agitada urbe, cheia de op√ß√Ķes de entretenimento e lazer, na costa do Pac√≠fico. No rec√©m remodelado “malec√≥n” de Guayaquil tem cinema 3D, roda-gigante, shopping center, espa√ßo para correr e admirar o rio Guayas. Mas tamb√©m tem um monumento, esse que aparece a√≠(…)

Argentinas protestam pela liberdade de mostrar os seios

A moda do ver√£o argentino neste 2017 n√£o √© uma nova m√ļsica, roupa ou bebida, mas sim os “tetazos”, manifesta√ß√Ķes em favor de que se possa fazer “top less” nas praias, que v√™m ocorrendo em v√°rias cidades litor√Ęneas e ter√° seu √°pice nesta ter√ßa (7), em Buenos Aires, quando um coletivo feminista promete um “tetazo”(…)

Surpresa no Chile, novato sai na frente da “velha pol√≠tica”

Nem o conservador Chile parece estar imune √† onda de cansa√ßo da cidadania com rela√ß√£o √† pol√≠tica tradicional que vem causando resultados eleitorais surpreendentes no mundo. Na primeira pesquisa eleitoral de 2017, com vistas √†s elei√ß√Ķes presidenciais no segundo semestre, sai na frente da disputa o esquerdista Alejandro Guillier (do independente Partido Radical). Sem uma(…)