Um ano após tragédia da Chape, Medellín festeja o Brasil

Por Sylvia Colombo
Pôster da Festa do Livro e da Cultura, que ocorre em Medellín (Foto Divulgação)

No próximo dia 28 de novembro completa-se um ano da tragédia que comoveu o Brasil _a queda do avião com os jogadores da Chapecoense, que matou 71 pessoas. Nesta data também parecem ter-se renovado os laços do Brasil com a Colômbia, pois ninguém que acompanhou o caso se esquece da acolhida e do carinho dos habitantes da cidade de Medellín com relação ao sofrimento de familiares, sobreviventes e torcedores brasileiros.

Pois os colombianos dão mais um passo, e decidem dedicar a próxima Fiesta del Libro y la Cultura de Medellín, que ocorre a partir deste próximo domingo (10) e vai até o seguinte (17), ao Brasil. O evento ocorre no Jardim Botânico da cidade, e a delegação brasileira que desembarcará na capital do Departamento de Antioquia está composta por 98 pessoas, entre escritores, músicos e artistas.

Não se trata de um festival de literatura convencional, até porque o local onde ocorre é um parque de especial interesse _uma das obras que foram renovadas no processo de reurbanização que ocorreu em Medellín depois de superados os anos da guerra entre os cartéis do narcotráfico, nos anos 1980 e 1990. O ambiente é mais o de uma festa com atrações para distintas afinidades.

Neste cenário, a literatura vai misturar-se à música e a outras manifestações. Estarão em Medellín os escritores Ana María Machado, Marina Colasanti, Luiz Ruffato, Ana Paula Maia, João Paulo Cuenca, Michel Laub e Santiago Nazarian. Também entre os convidados figura Eric Nepomuceno, nada menos que o principal tradutor das obras do Nobel colombiano Gabriel García Márquez (1927-2014) ao português. Entre as atrações musicais, virão A Banda Mais Bonita da Cidade, Liniker e os Caramellows, além de músicos de folclore, ilustradores de literatura infantil e outras atrações. A Librería Brasil, na avenida Carabobo, disponibilizará 8 mil livros, haverá uma exposição sobre futebol e, obviamente, uma homenagem aos jogadores da Chapecoense.

Há um ano atrás, este blog homenageou Medellín por sua reação à tragédia da Chapecoense e sua demonstração de solidariedade aos tocados pelo acidente. A partir do próximo domingo, a cidade volta a merecer uma salva de palmas por parte dos brasileiros.