Sylvia Colombo

Latinidades

 -

Sylvia Colombo acompanha o crescente intercâmbio cultural entre o Brasil e o resto da América Latina. No blog, traz novidades e tenta explicar o contexto político da região.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Sem luz

Por Sylvia Colombo

[youtube 70aWIefSZZs]

Um dos principais cartões-postais de Buenos Aires, o Obelisco da avenida 9 de Julio, ficou sem luz ontem. Além do monumento, sete praças, fontes e alguns edifícios públicos ficaram às escuras. A razão foi a falta de pagamento da prefeitura das contas de luz das companhias Edesur e Edenor.

No começo da noite, havia curiosos caminhando na região do Obelisco e apontando para cima. Andar de carro pela avenida causava uma sensação de estranhamento pois era como se o monumento, com o qual todos nos acostumamos, tivesse desaparecido.

As empresas decidiram promover o corte porque a prefeitura deve mais de 60 milhões de pesos às duas juntas. O rombo não se deve à falta de planejamento do orçamento mas sim ao fato de o governo federal ter ordenado a retirada dos subsídios que faziam com que o suprimento de energia fosse mais barato a todos os clientes.

O episódio serviu para alimentar o embate entre a presidente Cristina Kirchner e o chefe de governo portenho, Mauricio Macri. Membros de ambos os governos saíram à público para defender a sua esfera.

Diego Santilli, ministro de Ambiente e Espaço Público da capital, disse que havia uma espécie de perseguição na decisão das duas empresas. “O governo da cidade se sentiu discriminado por ser a única província em ter um novo cálculo tarifário forte.” Já o ministro do Planejamento do governo nacional, Julio De Vido, disse que os cortes simplesmente respondiam ao fato de Macri não ter pagado a conta.

Enquanto as duas forças disputam a queda-de-braço, portenhos e turistas, que lotam a cidade nessa época do ano, caminham na escuridão.

 

 

 

Blogs da Folha